LAÇOS DA MODA

Vestidos, blusas, camisas, calças, acessórios. Os laços estão em todos os lugares. Ora românticos e delicados, ora ampliados em construções modernas, laços, laçarotes e lacinhos dominaram o inverno e vão continuar amarrando os looks na primavera-verão.
Em versões delicadas, quase bijuterias, decoram golas, sapatos e bolsas. Esvoaçantes e volumosos se prendem ao pescoço de mil maneiras. Fazendo as vezes de cinto, ajustam silhuetas e fecham casacos de forma elegante. Também surgem maximizados e divertidos, amarrados e drapeados. Ou sutis nos acabamentos de punhos e barras.
Nas passarelas internacionais desafiaram todos os estilos. Do romântico retrô ao grunge, passando pelo rocker-glam e pelo boho-chic, os laços se tornaram obrigatórios nos looks das fashionistas.
DELICADOS DECORAM GOLAS
ESVOAÇANTES SE PRENDEM AO PESCOÇO
AJUSTAM SILHUETAS E FECHAM CASACOS
CONFIRA NOSSA SELEÇÃO DE PEÇAS COM LAÇO BOTAO COMPRA  

TAPEÇARIA FASHION

Na onda do resgate dos trabalhos manuais e do vintage na moda, a tapeçaria tomou conta de roupas e acessórios com bordados em forma de flores e arabescos com pitadas étnicas. Parte da cultura de diversos países, o trabalho de tapeçaria traz motivos variados e contam um pouco da história de cada lugar.
Nas passarelas das últimas temporadas, tapetes, cortinas e almofadas inspiraram a criação de casacos, vestidos, saias, conjuntinhos, bolsas e até sapatos. Nas ruas, os looks trazem um mix esperto de acessórios vintage, como as belas bolsinhas de tapeçaria antiga, com outras peças minimalistas, ou ainda um mix total e superfashion de casaco ou vestido, bolsas ou sapatos, tudo junto e misturado, com diversos tipos e motivos tapestry.
Nas passarelas, muitas flores trazem de volta o universo da decoração vintage.
Nas ruas, mix de cores e muitos jeitos de usar, do romântico ao bohemian chic.
CONFIRA NOSSA SELEÇÃO DE PEÇAS VINTAGE DE TAPEÇARIA! BOTAO COMPRA    

ENTRE NA GUERRA DOS METAIS

O prateado derrota o dourado, o eterno queridinho das passarelas, ganha as ruas e brilha dos pés à cabeça em looks ultraglam e descolados. Do total shining aos estratégicos pontos de luz, saiba como usar a tendência que segue firme nas próximas estações.  
Nascida a partir da onda futurista desencadeada pela The Space Age, a corrida espacial entre EUA e a extinta União Soviética, na década de 60, a tendência metalizada conquistou espaço na estética espacial criada pelos estilistas franceses Andrè Courrèges, Paco Rabanne e Pierre Cardin. O icônico trio revolucionou o mundo da moda com suas silhuetas geométricas e mini comprimentos dominados pelo prateado lunar.  
Desde então, o prata ganhou dimensões estratosféricas. É certo que perdeu algumas batalhas para o dourado, principalmente na febre do ouro que tomou conta dos anos 1980 e na fase do look-ostentação do início deste século, mas nunca foi ofuscado. E nas últimas temporadas de moda desbancou seu opositor e segue vitorioso nas próximas estações. Seja no look total shining, ao lado de texturas foscas, no estilo utilitário ou clássico, nos detalhes estratégicos dos acessórios ou no sportswear, o prata aceita todos os estilos e aterrissou definitivamente no closets das fashionistas.  
O PRATEADO DECOLA DAS PASSARELAS PARA…
…ATERRISSAR NO STREETSTYLE DAS IT GIRLS
CONFIRA A SELEÇÃO DE PEÇAS YOUTOPIA COM A TENDÊNCIA METALIZADA BOTAO COMPRA  

JAQUETA BOMBER, MAIS DO QUE A PEÇA DA MODA!

O modelo que tomou conta das passarelas nas últimas temporadas e ganhou as ruas não é uma onda passageira, é um item clássico e cheio de história para contar.
Assim como outras peças clássicas do guarda-roupa, a jaqueta bomber nasceu no ambiente militar, mais precisamente durante a Primeira Guerra Mundial, em 1917. Feita de couro com forro de pele, ela foi desenvolvida para aquecer os pilotos dos aviões militares, cujas cabines não possuíam cobertura naquela época. Ao longo do tempo, a jaqueta bomber foi ganhando outras variações e materiais, porém a que mais se parece com as versões atuais, de náilon, é a MA-1 Bomber Jacket ou ainda MA-1 Flight Jacket. Desenvolvida em meados dos anos 1950 para os pilotos da força aérea americana, veio substituir a B-15 Flight Jacket, quando a tecnologia permitiu que os aviões voassem mais alto e, consequentemente, em temperaturas muito baixas. Por isso, a necessidade de uma jaqueta que fosse mais leve e resistente ao frio e à água.
Na moda, ela logo ganhou adeptos, principalmente a partir dos anos 60 e 70, tendo se tornado símbolo de rebeldia por grupos como skinheads e punks. Mas foi na década de 80, com o sucesso de filmes como Caçador Implacável (The Hunter), com Steve McQueen, e Ases Indomáveis (Top Gun), com Tom Cruise, que a jaqueta bomber conquistou seu lugar definitivo no guarda-roupa civil. Mais recentemente, desde que o pop star Kanye West passou a usar e a vender a versão original com seus próprios patches para sua marca Yeezy, há cerca de dois anos, a peça se reproduziu como nunca.
Nas passarelas de marcas como Gucci e Chloé, o modelo mais desejado é de tecido acetinado e cheio de bordados. Mas a bomber também pode ser estampada, lisa, esportiva, novinha em folha ou vintage, diretamente de outras décadas. E o jeito de usar também evoluiu para mil possibilidades, do básico jeans e camiseta até o vestido de festa, passando por todos os estilos, como nos looks mais copiados de streetstyle espalhados pelo mundo.    
CONFIRA A SELEÇÃO DE JAQUETAS BOMBER EXCLUSIVAS YOUTOPIA BOTAO COMPRA  

APOSTE TUDO NA MODA RETRÔ!

Revisitados e cheios de irreverência, os conjuntinhos ganham cada vez mais destaque na cena fashion. Se antes eles pareciam comportados e envelhecidos, hoje circulam entre as décadas e reproduzem o melhor de cada estilo.
As estampas e as cores gritantes misturadas ou apartadas vieram dos anos 70. O metalizado, o paetizado e o glam eighties também foram incorporados junto com o monocromático sóbrio que remete ao empoderamento feminino da década de 90. Enquanto o shape retinho e cropped, aliado aos tecidos tweed e padronagens clássicas, reproduz os icônicos conjuntos criados por Chanel nos anos 50. São muitas décadas acumuladas e cheias de elegância até chegar aos anos 2016. Repaginados, mergulhados no esportivo chic ou em versões vintage originais, eles dominaram passarelas e ganharam espaço no closet das celebs e das fashionistas. Mas como usar a tendência sem medo de parecer fashion victim ou caretinha demais? Veja como nada é proibido quando falamos do novo jeito de usar o conjunto.
Vale total print? Vale!
Vale padrão masculino? Vale!
Vale o monocromático? Vale!
Vale decorativismo glam? Vale!
QUER ENTRAR NA MODA DOS CONJUNTINHOS? VEJA NOSSA SELEÇÃO DE PEÇAS EXCLUSIVAS
BOTAO COMPRA  

O INVERNO É CINZA!

O cinza invadiu as passarelas e as ruas do inverno e promete permanecer absoluto nas próximas temporadas.
A inspiração groutfit ganha destaque e surge genderless, minimal, maxi, oversized, tramada, com texturas mil, misturada a outros materiais, cheia de detalhes e de pontos de contraste nos complementos.
Sim, ‘gray is the new black”. Mas com poderes extras na paleta interminável de tons que se misturam entre si com elegância máxima. Longe da conotação tediosa do passado, a cor se tornou ponto alto das coleções de Inverno 2016 desfilados em Paris das principais marcas internacionais. Stella Mccartney, Balenciaga, Chanel, Maison Margiela, Louis Vuitton, Hermés e outras labels apresentaram propostas surpreendentes para tirar o clássico cinza do sério.
MISTURA DE GÊNEROS Vá de genderless e adicione uma pitada de feminilidade. Rendas, babados, cinturas marcadas e modelagens cropped são os melhores aliados.
TRAMAS E TEXTURAS Shapes, sobreposiçõe e mix de texturas trazem irreverência e neutralizam a sisudez do tom.
MIX DE TONS Neutros, nuances de cinza, dourados e avermelhados criam pontos de contraste nos looks e trazem sofisticação imediata.
RIQUEZA DE CONTRASTES Nada pode dar mais destaque ao cinza do que toques de cor, mesmo quando estamos falando do querido preto, o duo é perfeito.
CONFIRA A SELEÇÃO YOUTOPIA DE PEÇAS ÚNICAS PARA SEGUIR A TENDÊNCIA CINZA BOTAO COMPRA  

XADREZ PARA TODOS OS ESTILOS

A padronagem, que a cada estação, seja inverno ou verão, ressurge renovada e reeditada, apareceu nos últimos desfiles internacionais (inverno e Resort 2016) de forma tão variada que podemos dizer que “tem xadrez para todos os gostos”.
De fato, com o revival dos anos 90 e, consequentemente, do estilo grunge, o xadrez grande com predominância do vermelho ou do azul é bastante forte em looks street, com aquele jeitão desarrumado e cheio de sobreposições. Mas, claro, muito bem pensado e com um toque fashion. Ainda na pegada do streetwear, o xadrez traz influências college, porém com um toque urbano e bastante jovem.
Já a tendência do visual tomboy, ou a neutralidade dos gêneros na moda, trouxe o xadrez clássico e masculino, a exemplo do Príncipe de Gales, sóbrio e com cores neutras e linhas finas. Casacos, blazers e calças de alfaiataria em modelagens amplas ou alongadas são os principais destaques.
Não podemos esquecer da invasão vintage, que nós adoramos e que veio para ficar, colocando em foco o xadrez clássico masculino, porém com um toque retrô, tanto na modelagem das roupas quanto na mistura de tons. Para quem ainda não se encontrou em tantas possibilidades, o Vichy – aquele xadrez simples, geralmente preto e branco ou vermelho e branco – também está em alta e permite criar looks modernos e fáceis de usar.

VEJA ABAIXO NOSSA SELEÇÃO DE PEÇAS ÚNICAS E EXCLUSIVAS YOUTOPIA!

BOTAO COMPRA